.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes, furriel milº Angola ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

"NINGUÉM DESCE VIVO DUMA CRUZ!..."

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Rotundas

O Costa e mais alguns amigos mandaram-nos esta história que, ao que parece, se passou com o Mestre, lá para os lados de Mértola

Encontram-se dois alentejanos

Pergunta um deles:
„Atão compadri, já conseguiste a carta de condução?”
Responde o outro:
 “nam, chumbê”
Pergunta o primeiro:
 “como é que foi isso?”
Resposta:
“ora cheguê a uma rotunda onde tava um sinal a dizer 30!”
“E atão ?”
“Dê 30 voltas à rotunda”
“E depois”?
“Chumbê”
Diz o primeiro:
“atã, contaste mali?”

1 comentário:

Albertina Granja disse...

Como qualquer história dos alentejanos, esta também tem imensa piada.....