.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Operação "Resgate na Guiné"...

Do blog do nosso amigo Zé Justo, retirei com a devida vénia mais uma publicação interessante sobre a recente devolução à Pátria, dos três paraquedistas mortos em combate na Guiné, durante a guerra colonial.
As fotos também são do Justo. Operação "Resgate na Guiné" ...ninguém ficará para trás... Relatos sobre o processo de exumação dos corpos de militares tombados em combate no antigo Ultramar, com vista ao seu repatriamento para as localidades de origem em Portugal. Iniciativa levada a cabo pela Liga dos Combatentes de Portugal e a União dos Paraquedistas Portugueses, com a cooperação do Governo da Guiné-Bissau. Na Escola de Tancos, antigos Paraquedistas da Companhia 121, veteranos da Guerra Colonial, prestaram uma sentida homenagem aos camaradas de armas caídos em Guidage. http://www1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=356336&tema=27 Reportagem filmada sobre a operação da qual resultaram as mortes de três Paraquedistas da Companhia 121 no aquartelamento de Guidage no norte da Guiné-Bissau próximo da fronteira com o Senegal em 23 Maio de 1973. http://www.youtube.com/watch?v=qqpA_8OVsL4
Zé Justo

1 comentário:

januario disse...

gostaria de contactos de amigos que estiveram em tite tal como eu estive em 72 74