.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quinta-feira, 31 de julho de 2008

O Bar do Manel... em Santa Cruz

Com a devida vénia, transcrevo a seguir um interessante artigo da nossa amiga Alcinda, que recolhi do seu blog http://ocantinhodatia.blogspot.com/
A foto também é da sua autoria. O bar do Manel é um dos locais mais agradaveis da noite de Santa Cruz. "O BAR DO MANEL O bar do Manel reabriu cerca de seis meses depois de ter sido encerrado devido às obras no prédio ao lado.
No sábado abriu de novo as suas portas, precisamente no dia em que completava 29 anos de bons serviços às gerações Oestinas dos anos 80, 90 e 1ª década do novo século.
Não só os Torreenses foram e são frequentadores deste simpático bar.Muita gente de outras paragens o procura com a informação ( correcta, claro) de que é um espaço bonito, de ambiente agradável para passar um bocado em alegre convívio bebendo um dos muitos cocktails do Manel e seu filho César que lhe segue as peugadas.
Neste bar passei e passo momentos muito agradáveis de alegre convívio! Dá-me imenso prazer olhar à minha volta e ver um espaço bem decorado e ainda mais leve e airoso no inicio desta sua segunda vida!
Viva o bar do Manel por mais 29 anos... Alcinda Leal"
------
Dia 30 de Janeiro de 2009, pelas 16 horas e 15 minutos, o Manel partiu, vitima de doença prolongada
Que descanse em Paz!

Sem comentários: