.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, O SPM, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS, NÃO ESQUECENDO AS ENFERMEIRAS PARA-QUEDISTAS.

domingo, 4 de março de 2018

O Monumento com uma Cruz, na parada dos Morteiros em Tite, frente à messe de Oficiais

primeira foto

Amigo e antigo camarada LEANDRO GUEDES
Os meus cumprimentos.
Na sequência do nosso telefonema, envio em anexo, 3 imagens
do tal MONUMENTO em causa.
Tudo leva a crer que se trata do mesmo, em três ângulos diferentes, sendo que
a primeira foto, em grande plano, em termos de qualidade é infelizmente a pior…
                      
Desde já muito grato pela atenção que me possa dispensar
Me subscrevo   com  abraço
Serra Vaz
segunda foto, do Monumento verdadeiro
ex fur. Milº Inf.     C. CAÇ. 2335     Angola ( Nambuangongo/Zala )   1968 / 70
Lisboa (Dafundo)    TM 933 154 338    E-mail: serlipe14@gmail.com    








terceira foto















____________________
Meu caro Serra Vaz
O Monumento da segunda foto é efectivamente o que estava em Tite no nosso tempo, identifiquei-o imediatamente.
Quanto aos outros parece-me que são o mesmo Monumento, mas não o de Tite, a não ser que tenha sido transformado, alterado, beneficiado após o nosso regresso.
Na base, o nosso não tinha os pilares de madeira e as cordas a circundar, nem tinha aqueles ajardinados.
segunda foto
Por outro lado o nosso, ao fundo, tem a camarata dos oficiais e Sala de operações e também a garagem dos jeeps do 1º. e 2º. comandantes bem visiveis. Os edifícios envolventes nas outras fotos parece ser diferentes.
Como lhe disse, em tempos houve esta discussão e as fotos apresentadas eram estas, mas estou em crer que só a do meio é de Tite.
Quanto ao Batalhão que nos precedeu era o BCAÇ 1860.
Se quiser ver o nosso blog http://bart1914.blogspot.com
na zona das etiquetas, do lado direito do blog, tem lá várias etiquetas, entre elas "Santos Oliveira" e "BCAÇ 1860" que o levarão a ler um artigo escrito pelo Santos Oliveira dirigido ao nosso companheiro Pica Sinos, que nos dá algumas pistas. Acho que vai gostar.
E ele sim, o Santos Oliveira, esteve no tempo do BCAÇ 1860 e poderá dar-lhe pistas mais concretas. Pode contactá-lo através do facebook "Santos Oliveira".
Entretanto junto lhe envio uma foto aérea da parada onde está o Monumento e onde se vê perfeitamente que não tem nenhum ajardinado, da autoria do companheiro Correia dos Santos, do BCAV 6520 e mando-lhe outra do então alf. Trabulo da CCAÇ 2314 (hoje Coronel) que confirma a foto anterior.
Eu não me lembro, como lhe disse, se o Monumento já lá estava ou se foi feito por nós, no inicio, mas vou tentar saber com um companheiro que pertencia ao pelotão Daimler que lá estava no tempo do BCAÇ 1860.
Um abraço, ao dispor. Vamos falando!
Leandro Guedes, ex-furriel Milº da CCS do BART 1914 - (Abril de 1967/Março de 1969).
_________________
Entretanto foram feitas diligencias no sentido de esclarecer este assunto e recebemos, entre outras, as seguintes opiniões, recolhidas no facebook:

Do Francisco Silva:
 Leandro Guedes estive a falar com o nosso Camarada Sargento Ranger Santos Oliveira e tudo indica que esse Monumento foi feito pelo B.C.A.Ç. 1860 Talvez o Furriel José Soares te possa confirmar.Abraços para todos os Camaradas F.Silva.

Do Jorge Gouveia
Nem me lembrava deste monumento contudo encontrei uma foto em que estou com outro companheiro e parece que era cozinheiro na messe dos oficiais se ele era do 1860 ou 1914 não sei ,quando for ao almoço eu levo a foto para o identificar se for do 1860 está descoberto o mistério .

Do José da Costa
Quando chegamos em Abril/67 já lá estava esta edificação. Como prova é aqui eu em Junho de 1967, dois meses após da chegada do Bart Tite Guine Bissau







E aqui eu a receber um album do MNF pela mão da esposa do nosso Comandante no Natal de 1967.

Do Luis Manuel Dias
Claro que lá estava, Leandro amigo... (Bart Tite Guine Bissau) Não sei se tenho, mas vi vários camaradas nossos a lá tirarem retratos. E era 'algures' na parada frente à Sala do Comando e de Operações... Uma boa noite. Abraços a ti e a todos.

De Jose Ruivo
Eu estive lá de Maio de 1966 no BC 1860 e saí quando chegou o BART 1914 e não me lembro desse monumento.

Do José Justo
Já existia, foi construído pelo 1860 e tinha a função de altar para celebração de missa ao ar livre!!. O Hipólito deve saber disso. Abraços.

Estamos esclarecidos??? 




Sem comentários: