.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes, furriel milº Angola ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

"NINGUÉM DESCE VIVO DUMA CRUZ!..."

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

domingo, 17 de outubro de 2010

O ALMOÇO COM O GENTIL EM VILA VERDE DE FRANCOS



Finalmente a 16 de Outubro de 2010, chegou o grande dia para confraternização com o nosso companheiro Gentil, no objectivo de comemorar a vitória deste, sobre a recente doença que o queria vencer.

O nosso 1º Cabo em Tite, na Guiné-Bissau, era um dos responsáveis pela manutenção oficinal. Hoje já reformado, casado e com 2 filhos (uma jornalista e outro especializado em logística) tem um minimercado na rua principal na Vila Verde dos Francos terra onde reside.

Creio que foi cerca das 11 horas que o pessoal começou, aos poucos, por chegar. Precedidos do Pica Sinos (Corroios), Amador e o Botas (Barreiro), o Palma e mulher (Algés). Seguiram-se o Contige (Stª Iria d’Azoia) e o Zé Manuel (Cacém) acompanhados das respectivas mulheres. O Carlos Leite e a mulher (Lourel, Sintra); o Hipólito e a mulher (Baltar); o Viana e a mulher (Porto) chegaram, pelas 12 horas. O Costa chega de Ovar. O Barros e a mulher (Marinha Grande). Logo a seguir o Arrabaça da Nazaré e, o Guedes de Torres Vedras. Também o Carlos Marinho de Oeiras. Ainda houve uma réstia de esperança que o Cavaleiro mais a mulher (Viana do Castelo) se fizessem ao caminho, mas desta vez não lhes foi possível. Igualmente se passou com o Henrique (Peniche), o Régua (Amadora) e o Correia (Lourel, Sintra) que já depois dos “bilhetes comprados”, por afazeres familiares e profissionais tiveram que “perder espectáculo”.

Depois dos beijinhos e abraços, o anfitrião fez as honras da casa na Colectividade onde a festança foi feita. Começamos por conhecer os simpáticos filhos do Gentil, a sua amável mulher e demais família. Também tivemos a oportunidade de conhecer outros agradáveis amigos que vieram ajudar a montar todo o aparato que serviu o almoço. E enquanto a caldeirada apurava, visitamos as instalações da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Vila Verde dos Francos, fundada em 1980, onde o Gentil foi o cicerone e dá a sua colaboração activa como Director.

Conforme ilustram as fotografias a festa foi rija e participada. Todos estavam muito felizes, em especial o Gentil e a família. No final para marcar a já citada vitória, oferecemos ao nosso amigo uma placa em vidro, acompanhada de um postal com muitas assinaturas de camaradas e amigos do Gentil. Outros, tendo em conta as distancias, não puderam estar fisicamente presentes, como foi o caso do Mestre (Monte Fialho, Beja), o Justo (Carnaxide) e o Ex-Cap. Paraíso Pinto (Algés) mas não deixaram de enviarem mensagens de felicitações.

Até sempre Gentil

RPS

4 comentários:

José Justo disse...

...É um espectáculo!!!...aquela travessa de Caldeirada!!!
Até apetece saltar para dentro do video.
Como já disse, parecem as petiscadas de Tite, só que estas já não têm "foguetes" inesperados.
Gostei de ver o pessoal, mais uma vez em plena luta de sobrevivência!!
O trabalho do Pica Sinos, mais uma vez de eleição, desta vez com balões e tudo. Estás um artista rapaz.
Para todos os convivas, saudades.
Ao amigo Gentil, aquele abração e tudo do bom e do melhor para ele e família.

José Costa disse...

Pica! Eh pá, fizeste um bom trabalho. Até meteu diálogos inventados... tás feito um "mestre"!!
Foram umas horas bem vividas na companhia do Gentil e família, bem como das pessoas que prepararam a caldeirada.
Justo, vou fazer-te uma confidência... o Hipólito levou parte do espólio do vinho da Missa!! E não é que todo o Mundo experimentou a pinga?!!

Hipólito disse...

Está (o report) com a "cagança" da ordem !
Como esteve, a recepção e o convívio que o Gentil nos proporcionou e que todos vivemos com a intensidade que nos é peculiar.
Pena é que não nos mobilizemos mais amiúde e com a participação de mais guerreiros.
E também com uma segunda parte de luxo, ora vivenciada na casa do Reguila,juntamente com o Correia, Contige, Zé Manel, Viana e respectivas esposas, e de que, já hoje, sinto saudade e auguro
continuidade.
Foi o que se costuma dizer: dois em um.
Até breve.

Leandro Guedes disse...

Foi na verdade um grande almoço, não só pelo significado, mas também pela excelente qualidade dos ingredientes e da confecção.
Ao Gentil desejamos continuação de bem estar, que coma menos chocolates e que passe a pôr apenas um pacote de açucar em cada chávena de café...
A ele e aos restantes convivas que todos nos vamos encontrando ao longo dos anos, por aqui ou por ali, mas sempre com saúde.
Um abraço.
LG.