.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

"Amigo é aquele que na guerra, nos defende duma bala com o seu próprio corpo"

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras
---

“Aos Combatentes que no Entroncamento da vida, encontraram os Caminhos da Pátria”

Frase inscrita no Monumento aos Mortos da Guerra Colonial, no Entroncamento.


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, O SPM, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS, NÃO ESQUECENDO AS ENFERMEIRAS PARA-QUEDISTAS.

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Parabéns Manuel Flores

Mais um camarada a fazer anos. Desta vez foi o Manuel Flores que passou o seu aniversário no dia de ontem.
Muitos parabéns amigo, boa saúde.
Um abraço do
Leandro Guedes.


sexta-feira, 21 de junho de 2019

Historia do Batalhão em verso


Publicamos aqui quatro "post's" em verso, sobre a História do Batalhão.
É uma "obra" poética que refere as várias personagens, situações e locais, que só os que estiveram em Tite naquele periodo, compreende e reconhece.
É uma obra que, ao que parece, tem vários pais, ainda hoje com identificação nada clara. Mas são verdadeiros poetas, uns já falecidos, outros que ainda estão aí para as curvas.
Bem hajam.
Abraço.
Leandro Guedes.










quarta-feira, 19 de junho de 2019

Ainda o almoço da CART 1743





"31°. ENCONTRO ANUAL DA CART 1743
Os antigos militares da CArt 1743 celebraram, hoje, 15 de Junho de 2019, o seu 31°. encontro anual.
Há 50 anos, que na madrugada de uma sexta feira, dia 13 de Junho de 1969, regressavam à Metrópole de Tite, da Província da Guiné, no navio ‘Niassa' para onde tinham ido no dia 22 de Julho de 1967, no navio Timor.
Quando a CCAÇ 2314, chegou a TITE a 15 de Janeiro de 1968, foi esta companhia que nos recebeu, nos deu o treino operacional e nos acompanhou nos momentos mais difíceis, especialmente, em BISSASSEMA, NOVA SINTRA e TITE. Com eles partilhamos bons e maus momentos. Estou a recordar-me quando o Alf. Mil. António Júlio Rosa foi feito prisioneiro, mais três militares do seu pelotão, na madrugada de 3 de fevereiro de 1968, em BISSASSEMA, e que, recentemente, nos deixou a 7 de Abril de 2019.
O encontro teve início junto ao Mosteiro dos Jerónimos a que se seguiu uma Missa na Igreja de Belém do Mosteiro e terminou num restaurante em Algés.
Segundo informação de Leandro Guedes, “para além dos militares, oficiais, sargentos e praças daquela companhia, estiveram presentes familiares, o seu comandante Capitão Mil° de Infantaria José Jesus Costa e uma delegação das CCS do BART 1914, representada pelo Cap. Paraíso Pinto, Alf. Fernando António Alves e os Furriéis Leandro Guedes, Manuel Abreu e Carlos Costa Ramos.
Após o repasto, foram trocadas várias prendas entre os participantes, em especial um belo prato em louça regional, com alusões ao dia de hoje e aos 50 anos do regresso.
Ao Cap. Jesus Costa, comandante da CART 1743, foi oferecido um pequeno texto comemorativo dos 50 anos do regresso da Guiné (que reproduzimos).
Foram proferidas algumas palavas, entre os quais do cap. Paraíso Pinto, que agradeceu o convite, do alf. Rodrigues o do furriel Raul Soares, que falaram das suas experiências de visitas recentes à Guiné, que lhes trouxeram imensa tristeza dado o estado em que o País se encontra, principalmente, o aquartelamento de Tite. Totalmente em ruinas e que dadas as circunstancias, muito útil poderia ter sido ao bom povo de Tite. Por outro lado tiveram contactos com Organizações de Ajuda à Guiné, entre as quais a ASSOCIAÇÃO RESGATAR SORRIOS. Como sempre o Raul Soares é a mola real destes eventos da CART 1743”, como refere Leandro Guedes.
Aproveito para referir de que a CCAÇ 2314 irá celebrar os 50 anos do seu regresso de TITE a 21 de Setembro de 2019, na cidade de Castelo Branco, cuja vossa presença seria uma “honra”.
Para eles, o nosso abraço AMIGO dos militares da CCAÇ 2314.
Alf. Mil. Trabulo, da CCaç 2314"

O Hipólito faz hoje anos.


.O senhor comendador Hipólito Almeida e Sousa, passa hoje mais um aniversário.

Dia de festa lá para os lados de Baltar.
Muitos parabens companheiro, que contes muitos mais com saúde e bem estar.
Um abraço.
Leandro Guedes.









sábado, 15 de junho de 2019

O almoço da CART 1743 - foi hoje


Almoço da CART 1743
15 de Junho de 2019 – “Restaurante Caravela de Ouro”, Algés.
Realizou-se hoje este almoço anual, que contou com a participação de grande parte dos elementos da Companhia 1743.
A CCS do BART 1914 fez-se representar pelos seguintes companheiros:
Cap. Paraiso Pinto
Alf. Fernando António Alves
furrieis Leandro Guedes,
Manuel Abreu
e Carlos Costa Ramos.
Após o repasto, foram trocadas várias prendas entre os participantes, tendo-nos sido oferecido um belo prato em louça regional, com alusões ao dia de hoje e aos 50 anos do rgeresso.
Foi também oferecido pelo Cap. Jesus Costa, comandante da CART 1743, um pequeno texto comemorativo dos 50 anos do regresso da Guiné.
Ficamos muito gratos pelas lembranças que tiveram a gentileza de nos oferecer.
Foram feitos alguns discursos, entre os quais do cap. Paraiso Pinto, que agradeceu o convite que nos foi feito.
O alf. Rodrigues o o furriel Raul Soares, falaram das suas experiências de visitas recentes à Guiné, que lhes trouxeram imensa tristeza dado o estado em que o País se encontra, principalmente o aquartelamento de Tite, totalmente em ruinas e que dadas as circunstancias, muito útil poderia ter sido ao bom povo de Tite. Por outro lado tiveram contactos com Organizações de Ajuda à Guiné, entre as quais a ASSOCIAÇÃO RESGATAR SORRISOS - https://www.facebook.com/resgatarsorrisos/
Como sempre o Raul Soares é a mola real destes eventos da CART 1743.
Para ele o nosso abraço.

Leandro Guedes.








sexta-feira, 14 de junho de 2019

Fernando de Almeida, passa hoje mais um aniversário

O Fernando de Almeida da CCAÇ 2314, passa hoje mais um aniversário.
Um grande abraço, muitos parabéns e que continues jovem.
Muita saúde.
Leandro Guedes.




quinta-feira, 13 de junho de 2019

Almoço anual da CART 1743 - sábado dia 15 de Junho


O ALMOÇO DA CART 1743, É JÁ NO PRÓXIMO SÁBADO, DIA 15 DE JUNHO ÀS 13 HORAS, NO RESTAURANTE "CARAVELA D'OURO", EM ALGÉS, COM MISSA NOS JERÓNIMO PELAS 11 HORAS.
BOM ALMOÇO PARA TODOS.





sábado, 8 de junho de 2019

GUERRA CIVIL na Guiné, foi há 21 anos.


21 ANOS APÓS A "GUERRA CÍVIL DE 7 DE JUNHO" QUE CAUSOU MAIS DE 6000 MORTOS NA GUINÉ-BISSAU
Hoje completam 21 anos após a "guerra civil de 7 de Junho", na Guiné-Bissau. Uma guerra que durou onze meses (de 7 de junho de 1998 à 10 de maio de 1999), causando mais de 6.000 mortos (civis e militares) e cerca de 350.000 deslocados (refugiados).

ver esta e outras noticias em:



sexta-feira, 7 de junho de 2019

Santos Oliveuira, publicou o seu livro "A Guiné no meu tempo..."


"A Guiné no meu tempo / Santos Oliveira - 1ª ed. - [lisboa] : Chiado Editora, 
2019 - Dep Legal 455216/19 - ISBN 978-989-52-5844-4



Abraço

LIVRO PDF para baixarA Guiné, no meu tempo... agora disponível, em papel, na Chiado Editora, FNAC e Bertrand.
Autografado, só por meu intermédio. "




O Santos Oliveira esteve em Tite, antes do BART 1914.
Este seu livro faz parte do nosso BLOG, no formato PDF.

sábado, 1 de junho de 2019

Relação dos presentes no almoço no Entroncamento



Relação dos companheiros que estiveram no almoço no Entroncamento:
Alberto Artur Camelo
Alexandre Alves Leal
Alfredo Alves
Alfredo da Silva Vinhas
Amadeu Carvalho Contige
António Barbosa da Silva
António Heliodoro
António Monteiro Vilão
António Pereira Silva Cavaleiro
Armando Salgueiro Costa
Carlos Alberto Martins Costa
Carlos Augusto Vaz Pires
Carlos Azevedo
Carlos Costa Ramos
Carlos Francisco Leite
Daniel Silva Pinto
Domingos Monteiro Silva Santos
Eduardo Pintassilgo
Erneste Bento Rosa
Fernando Andrade Clara
Fernando António Alves
Fernando Cruz Santos
Fernando Manuel Barbosa de Almeida
Fernando Vaz Alves
Francisco Magro
Hipólito Almeida e Sousa
Ilidio Mamede Gonçalves Matos
João Jorge Santos Claro
Joaquim Caldeira
Jorge Alexandre Gouveia
Jorge Manuel Carvalho da Silva
José Augusto Bezelga
José Batista da Mota
José da Silva Maia
José Florindo da Silva
José da Horta Amador
José Manuel Amaro Santos
José Manuel Paraiso Pinto
José Narciso Martins Costa
José Pinho da Costa
José Simões Sequeira
Julio Garcia
Leandro Guedes
Lucio Jesus Santos Januário
Luis Fernandes
Luis Manuel Bastos da Silva Dias
Manuel Alberto Teixeira Gonçalves
Manuel António Oliveira Pereira
Manuel Arnaldo da Conceição
Manuel F, Madeira Palma
Manuel Jorge Silva Correia
Manuel Moreira Fazendeiro
Manuel Oliveira Barbosa
Manuel Rodrigues Abreu
Raul Ferreira Pica Sinos
Raul Oliveira Soares
Vitor Firmino Lopes André
Vitor Manuel da Silva Barros
Vieram também alguns familiares, designadamente  esposas e netos.

Romagem à campa do Armando Viana, o engenheiro








ARMANDO DUARTE DA SILVA VIANA
A este nosso saudoso amigo, foi feita hoje uma homenagem pelos nossos companheiros Hipólito e Cabito.
Para o efeito deslocaram-se ao cemitério de Moreira da Maia, onde repousa, acompanhados pela viúva e filho.
O brilhante discurso esteve a carga do Bernardino (o Cabito).
À família enlutada, apresentamos uma vez mais os nossos sentimentos.
E ao Hipólito e ao Bernardino, os nossos agradecimentos pelo seu nobre acto.
Obrigado.
Leandro Guedes.