.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Imposição de Medalha Militar

Caros amigos
Desloquei-me hoje ao Quartel de Mafra, após convite para ir receber a Medalha das Campanhas e Comissões Especiais das Forças Armadas Portuguesas. A cerimonia decorreu na Sala Elíptica e cobriu-se de grande dignidade com a presença de vários Oficiais, Sargentos e Praças daquela Unidade Militar. Eramos 12 medalhados e respetivos familiares e amigos, sendo eu o único da Guiné. A imposição da Medalha foi feita a todos os presentes, pelo Senhor General João Manuel de Sousa Meneses Ormonde Mendes, comandante do Quartel de Mafra, que teve para com todos palavras de agradecimento em nome do País e do Exército Português.
Nesta cerimónia lembrei os nossos companheiros mortos na Guine no Sector de Tite; lembrei-me dos pais, mães, avós, irmãos destes nossos companheiros mortos, pessoas que tanto sofreram com o desaparecimento dos seus jovens filhos e continuam a sofrer; lembrei-me dos companheiros que regressaram estropiados e afetados de alguma maneira, com o stress pós-traumático e outras complicações; lembrei-me dos companheiros que faleceram já depois do regresso; lembrei-me de muitos dos ex-combatentes que, sem glória, não têm onde dormir, onde comer, não têm família e são sem-abrigo. Lembrei-me também dos companheiros que felizmente continuam vivos e que periodicamente se reúnem em confraternização, justificando o lema; AMIGOS NA GUERRA, AMIGOS PARA SEMPRE.
São as nossas lembranças.
No fim foi servido um Porto de Honra e facultada uma demorada visita guiada por um 1º. Sargento, às instalações do Quartel, incluindo o refeitório dos Frades, tendo de seguida os medalhados, familiares e amigos regressado às suas casas.
Leandro Guedes.





Sem comentários: