.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

"Amigo é aquele que na guerra, nos defende duma bala com o seu próprio corpo"

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras
---

“Aos Combatentes que no Entroncamento da vida, encontraram os Caminhos da Pátria”

Frase inscrita no Monumento aos Mortos da Guerra Colonial, no Entroncamento.


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, O SPM, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS, NÃO ESQUECENDO AS ENFERMEIRAS PARA-QUEDISTAS.

sábado, 25 de novembro de 2017

O Carlos Marinho está doente.



O Marinho comunicou-nos hoje que vai ser internado no Egas Moniz na próxima terça feira as 11horas, a fim de ser tratado dum problema do esófago.
Ao nosso amigo desejamos as melhoras, que tudo lhe corra bem.
O Marinho manda um abraço para todos os companheiros.

Leandro Guedes.

O nosso Capitão Paraiso Pinto, foi a um almoço convivio da TABANCA GRANDE, em Algés.

O Hipólito deu o alerta para uma noticia no blog TABANCA GRANDE, onde aparece uma foto com o nosso capitão Paraiso Pinto. Transcrevemos a seguir o artigo que acompanhava a mesma.

Da esquerda para a direita, Hugo Moura Ferreira (, grã-tabanqueiro), Paraíso Pinto e Jorge Ferreira (, grã-tabanqueiro)
"Tabanca da Linha > 34º Almoço-convívio > Algés > Restaurante "Caravela de Ouro" > 16 de novembro de 2017 > 73 camaradas e amigos/as compareceram à chamada e desta vez bateu-se o recorde de inscrições e presenças... A localização do restaurante (Algés) e a ementa (cabrito no forno...) também ajudaram.

Fotos (e legendas): © Manuel Resende (2017). Todos os direitos reservados. [Edição e legendagem complementar: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]

1. Quarta (e última) parte da publicação da reportagem fotográfica do último almoço-convívio da Tabanca da Linha, no passado dia 16, em Algés, feita pelo régulo adjunto, secretário e fotógrafo, Manuel Resende [, ex-alf mil da CCaç 2585 / BCaç 2884, Jolmete, Pelundo e Teixeira Pinto, 1969/71].

Faltavam três ou quatro camaradas por identificar, e desta vez esforçámo-nos, nós e o Manuel Resende,  por não deixar ninguém de fora (*).

Já agora acrescente-se que nem todos os membros da Tabanca da Linha são membros da Tabanca Grande, que é a "mãe de todas as tabancas". Claro que todos os camaradas da Guiné são elegíveis: a Tabanca Grande está sempre de portas abertas para todos eles... Não é preciso perguntar: posso entrar ? É só dizer: eu quero entrar!.. (E depois mandar as duas  fotos da praxe  e duas de linha de apresentação, à laia de legendas: sou o fulano de tal, estive no TO da Guiné, no sítio tal, pertencia à unidade tal... Quem não tiver endereço de email, pede a um filho, ou a um neto...)."

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Imposição de Medalha Militar

Caros amigos
Desloquei-me hoje ao Quartel de Mafra, após convite para ir receber a Medalha das Campanhas e Comissões Especiais das Forças Armadas Portuguesas. A cerimonia decorreu na Sala Elíptica e cobriu-se de grande dignidade com a presença de vários Oficiais, Sargentos e Praças daquela Unidade Militar. Eramos 12 medalhados e respetivos familiares e amigos, sendo eu o único da Guiné. A imposição da Medalha foi feita a todos os presentes, pelo Senhor General João Manuel de Sousa Meneses Ormonde Mendes, comandante do Quartel de Mafra, que teve para com todos palavras de agradecimento em nome do País e do Exército Português.
Nesta cerimónia lembrei os nossos companheiros mortos na Guine no Sector de Tite; lembrei-me dos pais, mães, avós, irmãos destes nossos companheiros mortos, pessoas que tanto sofreram com o desaparecimento dos seus jovens filhos e continuam a sofrer; lembrei-me dos companheiros que regressaram estropiados e afetados de alguma maneira, com o stress pós-traumático e outras complicações; lembrei-me dos companheiros que faleceram já depois do regresso; lembrei-me de muitos dos ex-combatentes que, sem glória, não têm onde dormir, onde comer, não têm família e são sem-abrigo. Lembrei-me também dos companheiros que felizmente continuam vivos e que periodicamente se reúnem em confraternização, justificando o lema; AMIGOS NA GUERRA, AMIGOS PARA SEMPRE.
São as nossas lembranças.
No fim foi servido um Porto de Honra e facultada uma demorada visita guiada por um 1º. Sargento, às instalações do Quartel, incluindo o refeitório dos Frades, tendo de seguida os medalhados, familiares e amigos regressado às suas casas.
Leandro Guedes.





quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Parabens ao ex-furriel Ramos.

Ao nosso companheiro Ramos, enviamos um forte abraço de parabéns, neste dia em passa mais um aniversário.
Desejamos-lhe as melhoras e que recupere depressa.
Muitos Parabéns companheiro.
Leandro Guedes.




segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Monumento no Pombalinho

  1. É UM MONUMENTO AOS COMBATENTES DA GUERRA COLONIAL MORTOS                                                      Cantão dos antigos combatentes no cemitério do Pombalinho, Ribatejo. Neste jazem também 4 camaradas mortos em combate nas antigas colónias (enviado Pelo Pica Sinos).

Parabens ao Carlos Leite

O nosso amigo Carlos Leite, o Reguila, passa hoje mais um aniversário.
Muitos parabens companheiro, votos de boa saúde.
Enviamos-te um grande abraço e que tenhas um dia muito bem passado, junto dos teus.
Leandro Guedes.


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Alterações no blog

  1. Como sabem o nosso blog, tem uma coluna destinada aos blogs que ao longo do tempo fomos considerando interessantes. Estão ali à disposição de todos e basta clicar em cada um deles e temos logo acesso direto.
    Alguns deles não têm publicações ou qualquer outro movimento, desde 2009 a 2014.

    Aproveito para informar que vai ser incluido nesse espaço, um novo blog bastante interessante sobre Memórias do Património, da autoria do Professor Moedas Duarte e que aconselhamos a visitarem, pois não perderão o vosso tempo.
    O endereço é: http://autitvmemorias.blogspot.pt/
    Abracos séniores.

    Leandro Guedes.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Parabens ao Jorge Claro

Desta vez é o Jorge Claro a fazer anos. Os morteiros estão em alta neste tempo. Parabens ao Claro, votos de boa saúde. Um grande abraço.
Leandro Guedes.


quarta-feira, 8 de novembro de 2017

O Amador foi internado

Segundo me relatou o Pica Sinos, o Amador foi hoje internado, a fim de fazer uma operação testicular. Está bastante apreensivo porque leu nos jornais que por vezes o pessoal médico se engana nas partes do corpo a operar/retirar. Os nossos votos são para que tudo corra bem e regresse inteiro a casa o mais breve possível.
Quem lhe quiser ligar o nº. é 918392743.
Um abraco companheiro e as tuas melhoras.


Parabens ao Alcantara

Zé Manel Alcântara, passa hoje mais um aniversário. Parabens companheiro, boa saúde são os nossos votos e que passes um dia alegre e bem disposto. Um abraco.
LG.


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Pedido de publicação.

Do ex-alferes Jaime Froufe Andrade, Jornalista, e que prestou serviço militar em Moçambique, recebemos a seguinte mensagem, fazendo referencia a uma entrevista sobre a guerra colonial:
"Camarada, ajuda-me por favor a partilhar esta entrevista sobre guerra que me fizeram há dias.

Obrigado. Até outra vez. Abraço.
Jaime Froufe Andrade"

O texto do Pica Sinos em resposta ao do Hipólito.

  1. TAMBÉM POR OCASIÃO DO 21º ALMOÇO ANUAL EM PENAFIEL, TRANSCREVEMOS A SEGUIR O TEXTO QUE O PICA SINOS NA ALTURA ESCREVEU EM RESPOSTA AO TEXTO DO HIPÓLITO. TUDO ISTO PODE SER LIDO NO NOSSO BLOg.
  2. "Li e reli o texto que Hipo abrilhantou no nosso Blog. Com referência à Assembleia-geral do Bart 1914, em Penafiel, não tenho dúvidas em afirmar que foi uma das melhores a que assisti. No “terreno” tudo estava bem organizado, no menu nada faltou. Uma delícia. O S.Pedro apareceu zangado..., mas não o suficiente para tirar o “sol” à nossa festa! Aliás, quando forcei o Hipo, em Ovar, a aceitar tal responsabilidade, não foi por acaso. Tinha a certeza do êxito. Mas não é acontecimento para ficar babado. O Camelo já disse, que em Macedo de Cavaleiros no ano de 2011, vai fazer mais e melhor. Não tenho a menor das duvidas…é das transmissões! Quanto ao chá e às bolachitas: O que o Hipólito não sabia é que a situação… por palavrinhas mansas fazer-me convidado para o citado chá… foi estudada com o Mestre alentejano. O transtagano disse-me que eu tinha que arranjar uma estratégia para conhecer o quintal do Hipólito. Ao que parece uma das vezes que o portucalense foi visitar o amigo lá ao monte, terá dito que o seu terreno, no norte, brotava melhor as batatas, os alhos, as cebolas, as favas, etc., que o dele. Mestre, fica descansado! Não é verdade! Vê lá que ele até não tem um porco preto (quando é que tu o matas?), e muito menos cabras. Coelhos bravos e perdigões se os tem estavam escondidos. Posso dizer-te Mestre, que o chá que o Hipólito ofereceu aos 4 mastigantes, acompanhados das suas mulheres, foi feito decerto com água salobra. Pois, ora sabia a presunto, ora sabia a queijo e por vezes também a franga! O cheiro era mais o aroma do verde tinto do que a tília. As chávenas, por final, estavam tão quentes, que um dos convivas queimou a língua e já trocava a palavra… pedófilo por pidófilo. Na segunda sessão, na noite de sábado para domingo, e tendo em conta que na sessão anterior tinham sobrado muito do chá e muitas torradas, não quisemos ser desmancha-prazeres e “a esforço, a custo”, lá aceitamos o convite para comer as sobras. Não sei com que águas desta vez ferveram as ervas. Sabiam a pataniscas de bacalhau. E aquele cheiro a vinho verde maduro era insuportável. Eh Mestre, nem queiras saber camarada, um dos convivas, aquele que não conseguiu tomar os comprimidos à noite, mas sim depois da assembleia, deu-lhe ganas de ir direitinho à sua terra. Mas nós do sul, orgulhosos e cheios de boa vontade para com a família Hipólito, substituímos o casal que se revelou fracote. Mas com receio que o Hipo dissesse mal de nós, que somos do sul, reforçarmos o regimento com mais 1 casal. Fomos às sobras 5 mastigantes, mais as respectivas marias. Toma lá que já achaste! Dizer Mestre que a estratégia que montamos foi coroada de êxito! Dizer ainda estou pronto a abraçar-te e contar mais em pormenor a arte do cultivo no quintal do Hipo. Estou danadinho para saber quando. Pica Sinos".

domingo, 5 de novembro de 2017

Texto escrito pelo Hipólito, logo após o 21º. almoço anual em Penafiel


  1. CAROS AMIGOS, PARTILHAMOS CONVOSCO UM TEXTO ESCRITO PELO HIPÓLITO, POR OCASIÃO DO 21º. ALMOÇO EM PENAFIEL. ESTES E OUTROS TEXTOS PODEM SER VISTOS NA ETIQUETA DO 21º ALMOÇO ANUAL, NESTE BLOG"":
    -
    "Apesar de, ainda, em convalescença, após o desvaste ocorrido por estas bandas, no último fim de semana, antes que, algum mastuço, apareça por aí a denegrir e borrar a pintura, simpaticamente, vertida no blog, apenas por cortesia do Guedes, incumbe-me exprimir:
    • Cont...entamento pela presença com que todos os “guerreiros” de Tite nos honraram e que, na totalidade, contribuiu para o bom e salutar ambiente vivido em Penafiel;
    • Satisfação, minha e do cabito, por sentirmos coroados de êxito os esforços dispendidos na organização do convívio que, se melhor não ocorreu, se deve tão-só às nossas naturais limitações; e
    • Expressão do nosso agradecimento pelo contributo que todos, sem excepção (58 guerreiros, num total de 114 convivas, com 5 desistências por imponderáveis de última hora), procuraram dar, através da sua atitude e postura exemplares, dignas de encómios e realce; e
    • Pedido de desculpas a quem, porventura, tenhamos gorado naturais e legítimas aspirações de um melhor acolhimento.
    Colectivamente, foi, sem dúvida como exposto. Individualmente e já não propriamente na parte formal do evento, não terá sido tanto assim. Houve quem, talvez pelo aconchego, já raro, em vale de lençóis, tenha, durante a noitada conturbada, perdido os óculos, que apareceram no meio dos lençóis, após intensa busca de quase uma hora. E a esposa ria . . . Para que terá precisado dos óculos? Para dormir, não, certamente . . . Um outro, de tão excitado, ao tomar um comprimido (talvez dos de acelerador de partículas e de efeitos imediatos), à falta de copo, o tentou acompanhar com água de garrafa. Só que o comprimido apareceu dentro da garrafa, tal era a pressa, não sei bem de quê, nem para quê . . A esposa também ria . . . Ainda outro, despassarado sapador de gema, andou perdido à procura do norte (de Penafiel) e, em retaliação, quase obrigava o cabito a pagar-lhe a inscrição . . . Aqui, quem não ria era o cabito . . . E, finalmente, outro, que até me pareceu calmeirão, esqueceu, com a excitação de reviver Tite, desligar a iluminação e trocou ou deixou trocar os polos da bateria do seu carro, ao recarregá-la, o que deu numa caldeirada, entrementes ultrapassada. Sempre pensei que os mercedes eram uns autênticos “chaços” de mau gosto . . . Aqui, a esposa não ria . . . E já para não falar de outros que, com palavrinhas mansas, me convenceram de que só pretendiam tomar um chá e umas bolachitas e, no final, terei de sobreviver, nos tempos mais próximos, a pão e água. Necessitarei de, pelo menos, meio ano, para repôr as já, então, debilitadas e carenciadas despensa e adega . . . Aqui, todos riam, menos eu e minha esposa . . . Mas quem me mandou, a mim, sapateiro, tocar rabecão? . . . Servirá, ao menos, para desconto dos meus pecados? . . . Um xi do Hipólito

sábado, 4 de novembro de 2017

Relembrando o 21º. almoço anual em Penafiel, no ano de 2010

O 21º. almoço anual foi organizado pelo Hipólito e pelo Cabito, no ano de 2010 em Penafiel. Neste video mostramos algumas das fotos. Um abraço.
Leandro Guedes.


quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Homenageando os ex-combatentes mortos na Guerra colonial


O núcleo de Torres Vedras da Liga dos Combatentes, homenageou hoje, Dia de Finados, os combatentes mortos em combate na Guerra Colonial, numa cerimonia singela frente ao Monumento aos ex-combatentes Mortos.
Foram depositadas flores e lidos os nomes dos que naquele Monumento, estão lavrados na pedra.
Associamo-nos ao evento lembrando os nossos companheiros mortos em Tite. Lembramos também os nossos companheiros, os nossos familiares, amigos e visitantes entretanto falecidos.
Descansem em Paz!
Leandro Guedes.