.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Inaugurada primeira praça com Internet de acesso livre na capital da Guiné-Bissau

Inaugurada primeira praça com Internet de acesso livre na capital da Guiné-Bissau em 30 de Janeiro de 2015.

O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, inaugurou hoje a primeira praça com acesso livre à Internet, uma das promessas eleitorais de Domingos Simões Pereira, atual primeiro-ministro.
A praça Titina Silá, heroína da luta pela independência do país, cujo 42.º aniversário da morte é hoje assinalado, situa-se no coração de Bissau, frente ao principal liceu do país e por detrás da embaixada de Portugal.

A partir de hoje é possível ali ter acesso a Internet sem fios, num local que passa a ter iluminação, um jardim arranjado e onde se pode contemplar uma estátua.
A praça foi ornamentada, os lancis recuperados e o jardim passa a estar relvado.
Foram colocados 11 bancos em cimento, sete postos de iluminação solar e a estrada foi pavimentada, que se destaca face à maioria das vias de acesso de Bissau.
As casas em redor, bem como a fachada do liceu, foram pintadas.
A obra foi feita com dinheiro mobilizado pela Câmara Municipal de Bissau e os postos de iluminação solar foram disponibilizados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).
Uma empresa portuguesa forneceu a brita utilizada para a ornamentação da praça.
Adriano Ferreira, presidente da Câmara de Bissau, disse à agência Lusa que a edilidade aposta em recuperar "todos os jardins que existiam" antes da independência do país, mas que se encontram degradados por falta de tratamento.

Depois da praça Titina Silá, a edilidade vai avançar para recuperação do jardim situado junto à sede do Instituto de Meteorologia, seguindo-se a praça Mártires de Pindjiguiti, junto à Radio Nacional e assim sucessivamente, declarou o presidente da instituição.
"Queremos devolver a Bissau o rosto que tinha no passado, começando pelas praças e jardins", disse à Lusa, Vítor Barros, diretor do gabinete do presidente da Câmara.
O Presidente da República, José Mário Vaz, no seu discurso de homenagem à heroína Titina Silá, aproveitou para felicitar o governo e a câmara pelo "passo dado rumo ao progresso" com a inauguração de uma praça com acesso livre à Internet.

Diário Digital com Lusa
Partilhado por Pica Sinos
In face do BART 1914

4 comentários:

Albertina Granja disse...

É uma boa notícia...!!!
São de louvar as entidades que deram o seu contributo para esta obra...
AG

Joao Godim disse...

Internet em Bissau, com acesso público, é uma bênção dos deuses, a melhor estrada que podia ser aberta particularmente para os jovens. A educação e a cultura sempre foram e continuam a ser a melhor arma para o progresso de um país em todos os continentes. De Bissau, saudades. Que a Net seja uma janela aberta ao mundo.Felicidade. João Godim

FANTASMA DO MAYOMBE disse...

Os comentários dos COMBATENTES SEM-ABRIGO são inconvenientes porquê?
Os blogues, as associações, o MDN, assobiam para o lado perante esta triste realidade.
TENHAM VERGONHA !!!!!!

FANTASMA DO MAYOMBE disse...

Os Gajos do MDN são uns demagogos.
Ainda não fizerem uma praça de alimentação para os Combatentessem-abrigo, e respectivas
tendas de campanha.

Entretanto, eles sabem , que o pessoal vai morrendo devagar devagarinho (citando o ilustre sociólogo Prof.Dr.
Paquete de Oliveira)in JN-artigo de opinião Abril 2001).