.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Abdulai Seidi - chefe da tabanca de Tite (rectificação)

Em 4 de Janeiro passado, publicamos a seguinte noticia acerca do chefe da tabanca de Tite, Abdulai Seidi:

"Companheiros
O José Sobral, elemento duma companhia que esteve aquartelada em Tite entre 1970 e 1972, enviou-nos esta foto, onde está o Chefe da Tabanca de Tite, Abdulai Seidi com tres elementos da citada companhia.
Segundo o Zé Sobral, o Chefe Abdulai, que todos conheciamos, foi vitima mortal num acidente com uma mina anti-pessoal, no dia da inauguração da estrada Tite/Bissássema."

Acontece que hoje, em conversa com o Cap. Paraiso Pinto, ele me disse que na verdade o Abdulai pisou uma mina anti-pessoal, mas que veio para o Hospital Militar em Lisboa onde foi tratado.
O cap. Paraiso Pinto falou com ele duas ou 3 vezes na zona do Martin Moniz, já depois de ser tratado. 
Mais tarde soube que ele tinha falecido.
Soube também que ele tem um filho que é Major no exército Português.
Aqui fica a devida rectificação.

Sem comentários: