.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Almoço com o PEDRO nas Minas de S. Domingos (Mértola)









Mais um almoço de amigos teve hoje lugar nas Minas de S. Domingos, lá para os lados dos Montes Altos,  no Baixo Alentejo, bem perto de Mértola
O Hipólito, o Pires, o Mestre e o Carlos Reguila, acompanhados das esposas, foram almoçar com o Pedro. Pelo que me disseram foi um óptimo almoço que a todos agradou.
Foi bem animado e pelo ar turvo das fotos, se depreende que o fotógrafo já não estaria muito apurado.
Durante o almoço houve várias intervenções e uma delas foi do Pedro, que cantou um fadinho para alegrar - OH TEMPO VOLTA PARA TRÁS... Foi muito aplaudido!
Mas como ao almoço não ficaram bem atestados, ainda foram para casa do Mestre comer um lanche/ajantarado que durou até às tantas...
Bem hajam companheiros por terem ido visitar o Mestre e o Pedro, que estão geogràficamente tão afastados.
Um abraço.
____________

Gostei de ver a foto do Pedro, do Ti Zé como o chamam nos Montes Altos. Parece-me bem, tenho pena pela falta do desenvolvimento de melhores comentários neste seu dia de confraternização, com alguns dos muitos, que com ele partilharam momentos de vivencia em terra distante. Lembro o lindo dia de verão que vários de nós o abraçamos carregados de lágrimas por satisfeitos ao desenganar o pensamento mais negativo que nos assolava. Lembram-se?
...Mestre ...Guedes... Ramos...entre outros. Nesse dia houve no almoço que se seguiu, no Centro Lar onde vive recolhido, um misto de tristeza e de alegria que não esqueço.
Não esqueço a história contada pelo Mário um jovem que se interessou pela sua vida quando o encontrou na labuta pelos campos do Alentejo.
O Pedro merecia não ser um sem-abrigo e, o Mário lutou por isso. Foi acolhido no Centro Social dos Montes Altos que por todos é estimado. Bem hajam. Tenho saudades de o abraçar.
Pica Sinos
____________________ 



Na verdade o Pedro não merecia ser um sem abrigo.
Foi apurado para a tropa, por um inconsciente, mobilizado para a Guiné por outro inconsciente e por fim abandonado pela Pátria.
Após a desmobilização foi trabalhar para as obras no Algarve, onde o mantinham quase como escravo e não lhe pagavam salário. Tinha mãe, tinha irmãs. Onde? Ele não sabia. E não sabia (não sabe) ler nem escrever, mal sabia contar o dinheiro.
Abandonado por tudo e por todos apenas tinha companheiros que pensavam em si e se interrogavam sobre a sua sorte. Não sabiam dele e as informações que tinham era de que teria já falecido.
Em boa hora o jovem Mário, funcionário dos Montes Altos o encontrou e apresentando o caso ao Sr. Diogo Sotero, dirigente desse Lar, depressa o trouxeram para as suas instalações.
Quando tivemos conhecimento pelo Ramos e pelo Mestre onde ele se encontrava, fomos ao seu encontro e foi inesquecivel esse momento.
Tem carinho, companhia, medicação, alimento e dormida e quem se preocupa com ele. E até tem ordenado pois faz tarefas de interesse para o Lar.
O Pedro hoje é um homem feliz. E nós também por sabermos que ele está bem.

LG.

3 comentários:

Albertina Granja disse...

Bonito gesto....!!!!
Visitar amigos que geograficamente estão distantes de nós, é sempre algo bastante gratificante para ambas as partes....
Quem visita sente o maior prazer em fazê-lo, quem é visitado sente-se orgulhoso e feliz por sentir que não foi esquecido....
E a isto se chama AMIZADE.....

Raul Pica Sinos disse...

Gostei de ver a foto do Pedro, do Ti Zé como o chamam nos Montes Altos. Parece-me bem, tenho pena pela falta do desenvolvimento de melhores comentários neste seu dia de confraternização, com alguns dos muitos, que com ele partilharam momentos de vivencia em terra distante. Lembro o lindo dia de verão que vários de nós o abraçamos carregados de lágrimas por satisfeitos ao desenganar o pensamento mais negativo que nos assolava.Lembram-se?
...Mestre...Guedes...Ramos...entre outros. Nesse dia houve no almoço que se seguiu, no Centro Lar onde vive recolhido, um misto de tristeza e de alegria que não esqueço.
Não esqueço a história contada pelo Mario um jovem que se interessou pela sua vida quando o encontrou na labuta pelos campos do Alentejo.
O Pedro merecia não ser um sem-abrigo e, o Mário lutou por isso. Foi acolhido no Centro Social dos Montes Altos que por todos é estimado. Bem hajam. Tenho saudades de o abraçar.

leandro guedes disse...

Na verdade o Pedro não merecia ser um sem abrigo.
Foi apurado para a tropa, por um inconsciente, mobilizado para a Guiné por outro inconsciente e por fim abandonado pela Pátria.
Após a desmobilização foi trabalhar para as obras no Algarve, onde o mantinham quase como escravo e não lhe pagavam salário. Tinha mãe, tinha irmãs. Onde? Ele não sabia. E não sabia (não sabe) ler nem escrever, mal sabia contar o dinheiro.
Abandonado por tudo e por todos apenas tinha companheiros que pensavam em si e se interrogavam sobre a sua sorte. Não sabiam dele e as informações que tinham era de que teria já falecido.
Em boa hora o jovem Mário, funcionário dos Montes Altos o encontrou e apresentando o caso ao Sr. Diogo Sotero, dirigente desse Lar, depressa o trouxeram para as suas instalações.
Quando tivemos conhecimento pelo Ramos e pelo Mestre onde ele se encontrava, fomos ao seu encontro e foi inesquecivel esse momento.
Tem carinho, companhia, medicação, alimento e dormida e quem se preocupa com ele. E até tem ordenado pois faz tarefas de interesse para o Lar.
O Pedro hoje é um homem feliz. E nós também por sabermos que ele está bem.

LG.