.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

sábado, 19 de julho de 2014

19 de Julho - um dia na nossa memória.

Por mais que queiramos há dias na nossa vida que não conseguimos esquecer e o dia de hoje, pelos piores motivos, também não se esquece.
Transcrevemos hoje, com a devida vénia ao médico psiquiatra Dr. José Gameiro e ao Jornal Expresso, um interessante artigo, onde é feita a analogia entre os Portugueses que combateram a I guerra mundial e os Portugueses que combateram  na guerra colonial.
Mais de 7.000 morreram na primeira e mais de 9.000 na segunda.
Mas é sobre os vivos que o médico José Gameiro, partilha connosco a sua experiência. 
A quem agradecemos.


Sem comentários: