.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Boas Festas, do Fernando Botas

O Botas envia os seus votos de Feliz Natal para todos os companheiros, familiares, amigos e visitantes, através deste seu CONTO DE NATAL, que esteve exposto no átrio da Universidade Sénior, que frequenta no Barreiro.
Um abraço ao Botas.


NATAL

" Dia 24 de Dezembro, três deliciosos rapazes e uma irrequieta rapariga - Tiago, Francisco, Vicente e Maria João, aguardam o momento de colocar as meias penduradas no parapeito da lareira.
Tiago, expedito, é o primeiro a colocar a sua meia de exuberante de cor vermelha.
Francisco, mais comedido, secunda-o, colocando a sua meia de côr amarela.
Vicente, mais lento, não sendo o último, coloca a sua colorida meia, com bonecos.
Maria João, maria rapaz e desinibida, coloca uma das suas meias mais compridas e às cores.
Tiago.
Diz o Tiago à Maria João: tu és muito afoita, assim consegues mais prendas do que nós.
Comenta o Vicente - não é justo!
E a seguir o Francisco - eles têm razão, assim não vale.
Responde a Maria João - eu não pretendo muitas prendas, só desejo como prenda, uns Pais...

Fernando Botas.

2 comentários:

Albertina Granja disse...

Muito bonito este conto de Natal...!!!
É uma grande mensagem...!!!

José Justo disse...

...final inesperado...mas que bate cá no fundo...
Abraços ao Botas