.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

"ter saudade..." - Do Justo para o Luis Dias

Amigo Luís Dias
Foi um prazer ler este teu alinhavar de “coisas bem pensadas, de mentes resolvidas”.
A frase que referes está no mesmo sítio, não foi embora (lá fui eu curioso confirmar...tinha que ser!!).
Quanto ao teu comentário para o Blog “desaparecido em combate” não te admires, pois muitos que fiz nunca o nosso amigo Guedes, por eles deu, por inépcia minha ou as malfadadas letrinhas malucas terem dado a volta ao texto e engoliram-no!!
O editor chefe já simplificou o sistema, e até eu já consigo comentar direto no Blog.
Seria interessante, publicares agora o dito.

...“ter ‘saudade’ é ter lastro, história, percurso”, completando sagemente “anda por aí muita amnésia e muita ignorância…”
Doutas palavras. Sempre admirei muito o BB!!...o admirar sempre fez parte de mim.
Admiro principalmente a inteligência, as gentes interessantes, as conversas interessantes, as noites, mesmo desinteressantes.

Lisboeta dos sete costados BB, homem daqueles com H grande e de espinha ultra-vertical, sempre que o via passar nas ruas do nosso BA, habitat comum, punha-me sorrateiramente de lado para o ouvir nas conversas e discussões com os amigos jornalistas, sempre naquela voz inconfundível, e carismático papillon impecavelmente alinhado à horizontal.
Velhos tempos dos jornais quase todos centrados no Bairro Alto, e que “fauna” interessante enchia aqueles restaurantes e tascos, nas horas de almoço e ao fim do dia.
Tenho e li dois livros dele e a sua sagacidade desperta-me os sentidos, lembrando-me vivências.
“Áh Boca Linda”!!...usando terminologia de público de tasco e fado-vadio, das noitadas cantadas, guitarradas e emborcadas pelo nosso bairro, noite-a-fora...
Ao BB ninguém o cala!!...

Saudosista...termo com definição “exata” carimbada pelos puristas.
Sobre as “ciências e definições exatas” eu sou muito cético; não acredito mesmo, não entendo ou não gosto!!...
As minhas saudades são recordadas como que vividas agora, neste momento e devoradas no ponto certo “Al Dente”, por tão boas terem sido.
São minhas, dos meus familiares, dos amigos e dos muitos conhecidos ocasionalmente na noite, principalmente de Lisboa, Porto, Braga e outras terras mais pequenas de que já nem recordo o nome, porque com eles foram vividas.
Porto e Braga são duas cidades de que guardo momentos de eleição, não só profissionais, mas também de amizades e convívios. Merecidos pontos de honra à sua gastronomia, terão que merecidamente ser evidenciados.

As coisas más, e pensamentos “prabaixo” apaguei-os pura e simplesmente e continuei procurando as bem-aventuranças, que quase sempre estiveram à minha espera!!

Boas memórias e amor, eis o que nos aquece o coração e torna mais felizes , quando o mundo à nossa volta se começa a desmoronar...
“Não sei porque estudei tanto, se tudo o que eu preciso saber está na geografia do teu corpo, na história dos teus olhos e na química dos teus beijos."

Na bandeira permanentemente desfraldada ao vento dos meus tempos vividos, tenho bordado a ouro este pensamento: “Quando eu nasci todos riam, só eu chorava. Fiz por viver de tal modo, que quando eu morrer, todos chorarão, só eu rirei”.

Amigo Luís, continua prosando para o Blog, pois todos te agradeceremos.
 
Um forte abraço do "Juliet Juliet"

4 comentários:

Albertina Granja disse...

Neste “post” sobre SAUDADE, cita-se Baptista-Bastos e fala-se dele com elevado respeito e admiração….!!!!
E não é para menos….!!!
É sem dúvida alguma um dos maiores prosadores portugueses contemporâneos e as suas citações transmitem-nos sempre grandes e profundas mensagens que têm o poder de nos pôr a reflectir…!!!
Mesmo sem ter nada a ver com o tema “Saudade”, atrevo-me a deixar aqui mais uma do BB:

“Precisamos de todos os que nos procuram, porque sempre procurámos todos aqueles de que precisamos.”

José Justo disse...

Assinei estas letras dirigidas ao ex-furriel Luis das transmissões, com Juliet Juliet??!!...
Não vá algum pensamento desviante pensar que me travesti de Julieta... passo a elucidar:
Para quem não está dentro destas lides de transmissões.
Criou-se um “alfabeto operacional internacional”, também designado alfabeto NATO cuja utilidade é o fácil entendimento operacional no soletrar das letras de um texto ou código via rádio. É utilizado universalmente pelos exércitos, força aérea militar e civil, aeroportos, forças policiais, de segurança, etc.
Foram escolhidas as correspondências alfabéticas (letra/palavra) por um grupo de peritos de vários países, falando vários idiomas, exatamente para aprofundar quais as palavras mais precetiveis e mais fáceis de pronunciar.
Na Net basta procurar ALFABETO FONÉTICO para quem tiver curiosidade, e até pode servir de código familiar!!!!
Portanto o Juliet Juliet, corresponde ao JJ, e que será entendido pelo Luis, que como referi, também ele pertencente ao serviço de transmissões do Batalhão.
bravo oscar alfa november oscar italia tango echo....vá lá, para praticarem!!

Albertina Granja disse...

Pois para esta "BOA NOITE" aqui expressa pelo Sr. Justo em código, (que eu sempre achei muito interessante) aqui ficam os meus votos de
"bravo oscar madeira faro italia madeira delta espanha setubal espanha madeira alfa november alfa"

Assina:
Alemanha Grécia

José Justo disse...

Obrigado pelo que me fez sorrir com gosto!!
Bem respondido, e à letra sim senhor.
Aproveito para retificar o "Italia" pois o correto seria India, como me lembrou, e bem, o nosso amigo Luis.
Tudo de bom para si.