.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Momento de poesia - pelo Luis Dias


Anjo Meu Lindo

            (a propósito … duma inspiração)
 
Rompem-se-me as teias, aqui sozinho,
mau grado a triste e lúgubre noitada.
Posto ao vento, duro, seco, escarninho,
ao frio e à neve sem fim, endoidada.

 Amor, da longa vida e perturbada,
na angústia, só teu, quisera ser
e, em ti, enovelar-me… acoitado.
Oh, este destino, vívido e terno!...

Postou-se-me, agora, o contentamento
fútil de ondas, num largo turbilhão…
Prestes, nas agruras, sim, lamento,

De ti, de teu corpo em of’recimento
Lúdico, querer…, anjo lindo, em vão,
A ti, meigo ser, em deslumbramento.
 

LM, “insónias”, 31DEZ2012 [02h50]

Sem comentários: