.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

ASSOCIAÇÃO DE APOIO A EX-COMBATENTES VITIMAS DO STRESS DE GUERRA



Caros companheiros:

Vem hoje publicado no Correio da Manhã, que a APOIAR denunciou o facto de haver cada vez mais, antigos companheiros ex-combatentes, com dificuldades em pagar os medicamentos necessários para combater o stress pós-traumático.

Caso conheças algum companheiro nesta situação, por favor informa-o e ajuda-o no que a seguir se transcreve e que está na página seguinte:


 Documentação

Apoio clínico e Modelo 1
Para poder dar início ao acompanhamento gratuíto (clínico, médico e social) na APOIAR, necessita de pedir ao seu médico de família o Modelo 1 devidamente preenchido e assinado por ele, assim como está indicado na Circular Normativa nº 11/DSPSM de 13/08/2001 da Direcção Geral de Saúde:

“No âmbito da rede nacional de apoio aos militares e ex-militares portugueses portadores de perturbação psicológica crónica resultante da exposição a factores traumáticos de stress durante a vida militar, foi emitida a Circular Normativa nº11 de 13/08/01 dirigida aos técnicos dos serviços de saúde e destinada a divulgar os impressos para admissão na rede e a clarificar os procedimentos a ter na elaboração dos processos clínicos

Para informações detalhadas acerca da admissão à Rede Nacional de Apoio consulte o site da Direcção Geral de Saúde, em Normas e Orientações > Normas e Circulares Normativas e pesquisar pelo ano de 2001 e o mês de Agosto onde surge a "Circular "Circular Normativa nº 11/DSPSM de 13/08/2001"

NOTE BEM

Caso o seu centro de saúde desconheça este procedimento poderá descarregar aqui o modelo 1 e pedir ao seu médico que o preencha.

>> MODELO 1(PDF)

Um abraço.

LG.

Sem comentários: