.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

domingo, 25 de dezembro de 2011

O aniversário do Costa

25 Dezembro, meu aniversário!

Neste dia de enorme felicidade, quero partilhar com todos os que decidiram perto ou longe, permanecer na minha vida. Seja a nível familiar, amizade, profissional ou mesmo quem por este blog passa à procura de um pouco mais de mim. É sem dúvida com todos vocês que vou dar as boas vidas aos meus sessenta e seis anos, ainda um pouco assustado é certo, mas um desafio enorme incentiva-me a abrir novas portas para a concretização dos meus sonhos com a mesma força com que as rolhas deste champanhe que abro neste preciso momento e brindar com toda a gente, neste dia de festa pelo menos para mim!
Vai um abraço e Felizes Festas
José Costa

1 comentário:

Márcia Valdetaro disse...

Olá!

Tive o privilégio de conhecer e mesmo de partilhar momentos inesquecíveis com o José Costa, nesse país tão lindo e acolhedor!
É uma pessoa de personalidade forte, e de uma generosidade sem limites! Não há como conhecer, e não admirar esse grande homem, de rara sensibilidade, de risada inconfundível que não deixa de alimentar o "meninão que vive nele...
Parabéns, José! Que Deus o abençoe, proteja e ilumine cada vez mais!!
Sou sua fã!
Um abraço, com o meu carinho!!!!!!