.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes, furriel milº Angola ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

"NINGUÉM DESCE VIVO DUMA CRUZ!..."

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

domingo, 19 de junho de 2011

Parabens ao bébé Hipólito, o ajudante eclesis...

Hoje dia 19 de Junho, ocorre o aniversário do nosso amigo Hipólito - 66 anos.
Sabemos, por experiencia própria que é uma idade um pouco conflituosa, tal qual a da adolescencia...
Mas daí até o nosso Hipó ter deixado de escrever para o blog, vai uma distancia muito grande.
Por isso neste dia de aniversário desejamos-lhe tudo de bom, principalmente saúde,  na companhia da esposa e restante familia e que lhe surja do além alguma inspiração na pena para nos deliciar com os seus escritos, por todos admirados.
Um abraço caro amigo e companheiro e até breve, esperemos!.
Parabens.
LG.





aproveitamos para transcrever uma pequena carta que o Hipólito enviou ao Pica, em Janeiro de 2008:

Pica:
 Eu bem "pico" . . . Tem ligações à "Camerata de Torres". Músico, q.b.! O mais que consigo, é cara de "mula"! A D. Beatriz foi tão ingénua quanto eu em Tite! . . . Se fosse aqui, talvez o n/major cultivasse o dito cujo na sua horta- Uma salada de "arrebimba-ó-malho" para os que, de quando vez, ali faziam golpes de mão. . Estive com o Pe. Luís. Está a recompor-se de uma fase algo confusa na saúde dele. Tem 75 anos, mas prometeu procurar algumas fotos que não conseguiu encontrar na "tulha do Atílio" que é o escritório dele. Também colaborar no blog. A ver vamos . . . . Disse-me que, se tudo correr pelo melhor, irá a Ovar e que já, em tempos, remeteu fotos ao, então, tenente Ventura Vaz, mas que, posteriormente, lhe escreveu, não tendo obtido resposta. Não se lembra, pensando que não, de ter baptizado alguém na Guiné. Tem uma vaga ideia (como eu) de, na capela, ou próximo dela, ter caído metralha do IN. . Ficou perplexo, pois não fazia ideia dos "gandulos" e "galfarros" que compunham o seu "rebanho", mormente lá para os lados das transmissões "! Eu bem o avisava "como é que se pode ser padre numa freguesia destas"? E o mais que se irá desenrolando . . . .
Um abração. Força, isto está a aquecer.
 Hipólito

O Pica Sinos, disse:
Dizer, sobretudo ao Hipólito, que um conjunto de camaradas da CCS do Bart 1914 e não só, a exemplo do que foi ofertado a outros, mandaram fazer uma placa comemorativa deste dia.

Acrescentar que quando for oportuno, a placa agora publicada, lhe será entregue pessoalmente e, do momento será feito um filme. Ficamos na espectativa do nome do restaurante e morada, do respectivo menú, é o que esperam os convivas/mastigantes assistentes.

E o Hipólito disse:
Aos, resmas deles, alguns já desde o dia 17, que, de várias formas, me transmitiram os parabéns de aniversário, o meu sincero reconhecimento. A repetida insistência na data, da parte de alguns, até me convenceram a festejar, à pressa, o aniversário, hoje, data em que terá nascido esta prenda. Ao arrepio, porém, do, por mim, projectado para o dia dito oficial, em que contaria com a vossa honrosa presença, no uso do tal barbecue, suporte de vasos, vasinhos e outras quinquilharias. Paciência, não irão, vossas senhorias, assacar-me responsabilidade no decurso da data, sem me “explicar” . . ., como, palavra d’homem, era minha intenção. Passou . . ., passou, está festejado, não se fala mais nisso, . . . até pr’ó ano, prontifico-me. Desta, me safei, graças à vossa, involuntária, mas prestimosa, ajuda ! . . .

E o José Costa - Ovar disse:
Amigos!

O facto do nosso “SPM” ter feito anos ontem, veio á lembrança cá do rapaz aquele jovem alto e magro que, todos o procuravam para a compra de selos afim de fazer chegar á metrópole (e vice-versa) as nossas mágoas e angústias através das nossas cartas e aerogramas.
Rapaz muito atencioso, tal como hoje ainda mantém essa característica. Talvez por isso o adoptamos no seio restrito da rapaziada das TMS! Verdade, é que ele retribuía essa amizade com a sua simpatia junto de nós.
Por isso me lembrei de colocar aqui estas fotos de selos, que há época eram os que circulavam nas cartas oriundas da Guiné-Bissau e por ele, Hipólito, vendidos lá em TITE.
Abraço-vos, mas que me desculpem os restantes, um especial ao Hipólito!


nota - falta aqui lembrar os desvios de material de alta qualidade vinica/alcoolica, cujo destino eram as celebrações semanais. O remetente era de Lisboa, pelo homem que das cerejas se ocupava...
Bom proveito lhe fez. Vendo bem o nosso Capelão, não lhe daria o mesmo valor, a não ser o valor espiritual.
Porque o valor da garganta e da barriguinha, era-lhe dado pelo nosso companheiro SPM, oportunamente direccionado para os serviços eclisiásticos, sabe-se lá com que cunhas... (Abençoda a "porrada de disciplina militar" que ele apanhou na Metrópole, dizem...)
Pena não partilhar o precioso néctar com os demais...

2 comentários:

Raul Pica Sinos disse...

Dizer, sobretudo ao Hipólito, que um conjunto de camaradas da CCS do Bart 1914 e não só, a exemplo do que foi ofertado a outros, mandaram fazer uma placa comemorativa deste dia.

Acrescentar que quando for oportuno, a placa que agora publicada, lhe será entregue pessoalmente e, do momento será feito um filme,ficamos à espera do nome do restaurante e morada, o respectivo, menú, é o que esperam os convivas/mastigantes assistentes.

Hipolito disse...

Aos, resmas deles, alguns já desde o dia 17, que, de várias formas, me transmitiram os parabéns de aniversário, o meu sincero reconhecimento.
A repetida insistência na data, da parte de alguns, até me convenceram a festejar, à pressa, o aniversário, hoje, data em que terá nascido esta prenda.
Ao arrepio, porém, do, por mim, projectado para o dia dito oficial, em que contaria com a vossa honrosa presença, no uso do tal barbecue, suporte de vasos, vasinhos e outras quinquilharias.
Paciência, não irão, vossas senhorias, assacar-me responsabilidade no decurso da data, sem me “explicar” . . ., como, palavra d’homem, era minha intenção.
Passou . . ., passou, está festejado, não se fala mais nisso, . . . até pr’ó ano, prontifico-me.
Desta, me safei, graças à vossa, involuntária, mas prestimosa, ajuda ! . . .