.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes, furriel milº Angola ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

"NINGUÉM DESCE VIVO DUMA CRUZ!..."

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Manuel António Pina, pelo Cavaleiro

Amigos,
Para quem não o conhece, Manuel António Pina escreve, num “cantinho” da última folha do JN com o título “Opinião”. Por ser um leitor assíduo da sua “opinião”, não quero  deixar de lhes enviar os seus três últimos artigos, que embora pequenos, são enormes na forma subtil e frontal como analisa a nossa política e os políticos.
Já agora deixem-me dizer-lhes que Manuel António Pina além de colaborar com outros meios de comunicação,  tem uma vasta obra literária que passa, entre outras, pela poesia, literatura infantil e peças de teatro, tendo sido galardoado com diversos prémios, no país e no estrangeiro.
Às vezes pergunto a mim mesmo como é que ele tem escapado à “censura”!! Talvez……….por estar na última página, escondido a um canto e………..com uma letra “miudinha”!!!


Então……..façam o favor de os ler


Cavaleiro.
____________________________

Sem comentários: