.


“Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma”


(Do Padre António Vieira, no "Sermão da Terceira Quarta-Feira da Quaresma", na Capela Real, ano 1669. Lembrado pelo ex-furriel milº Patoleia Mendes, dirigido-se aos ex-combatentes da guerra colonial.).

-

"Ó gentes do meu Batalhão, agora é que eu percebi, esta amizade que sinto, foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

“Ninguém desce vivo duma cruz!...”

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial

-

Eles,
Fizeram guerra sem saber a quem, morreram nela sem saber por quê..., então, por prémio ao menos se lhes dê, justa memória a projectar no além...

Jaime Umbelino, 2002 – in Monumento aos Mortos na Guerra Colonial, em Torres Vedras


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

RECONHECIMENTO

ESTES SÃO OS EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART. FALTAM AQUI OS EMBLEMAS DAS UNIDADES DA ARMADA E DA FORÇA AÉREA QUE TANTAS VEZES FORAM AO ENXUDÉ, A TITE, A NOVA SINTRA E OUTROS AQUARTELAMENTOS, PARA ENTREGA E LEVANTAMENTO DE CORREIO, REABASTECIMENTOS DE GÉNEROS E MATERIAL BÉLICO E OUTRO DIVERSO, OU PARA EVACUAÇÃO DE MORTOS E FERIDOS E TAMBÉM PARA FLAGELAÇÃO DO IN. E AINDA VÁRIAS UNIDADES DE INTERVENÇÃO RÁPIDA TAIS COMO PARAQUEDISTAS, FUZILEIROS, COMANDOS E OUTRAS COMPANHIAS, PELOTÕES OU SECÇÕES, PARA AJUDA EM MOMENTOS MAIS DIFICEIS.

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

terça-feira, 16 de novembro de 2010

do Hipólito...

Raramente, embora já tresleia, tenho dúvidas . . .
Nunca me enganaste, Cavaleiro. Nos pontos cardeais, como no diagnóstico.
Nem Sócrates, o grego, teorizaria tão proficientemente . . .
Desobstipação intestinal, pois claro, como dirão os papagaios que, para nossa cruz, nos calharam na rifa.
Felizmente, em fase terminal, sentindo, já só e de quando em vez, “uma ligeira brisa que desliza pelas fraldas da camisa”. Sequela, porém, ultra-resistente aos quininos sugeridos.
Incómodo, todavia, que uma boa e minhota sarrabulhada, a aprazar, aí, ou arredores, se te aprouver, não debelasse, radicalmente.
Livre e alodial, sacrificadamente, admito, para cumprir a profilaxia, mesmo que na companhia, aliás bem-vinda, de outros guerreiros trinca-espinhas, “uns ferrinhos” na arte de bem “pôr os pés debaixo da mesa”.
No Meco ?! . . . “Barrigada de fome”, meu caro, amante incorrigível da natureza, desnudada e do sexo oposto (machismo ?!), vim, como fui, “in albis”, por imposição ditatorial do matriarcado presente, de nada adiantando alegar que, até, já vejo mal.
Visualizaram o look do lindinho de Torres (hoje, já, talvez, sargento-mor, com bonificação de anos “fahrenheit”)? Que bem, o “boiné de ou à músico”!
Sugeri, mesmo (aqui, tenho dúvidas), se, nessa figura, no parque Eduardo VII, passaria incólume.
Folguei saber que comungaram das vicissitudes e agruras da cruzada africana que nos impuseram, mas que, nem tudo é negativo, nos irmanaram.
Onde desencabei esta?! Nas “novas oportunidades”, of course . . ., onde é que, mais, havia de ser ?
Esta e a que segue.
Por falar em vicissitudes, o padre duma parvónia, aqui bem perto, anda “azangado” com as catequistas, uma das quais de apelido “Grila”, porque não andarão a cumprir o programa por ele preestabelecido.
Na homilia, do passado domingo, saiu-se com esta:
-Ficais a saber que já cortei a “Grila” fora. E, se não arrepiam caminho, corto o resto ! . . . (ameaçou, esbaforido, o clérigo, referindo-se, digo eu, às catequistas).
Já agora, para terminar, aconselho-vos, antes da deita, o exercício mental que muito me ajuda a conservar o fair-play.
É, assim:
- Tem grelinhos, tem grelinhos, tem grelinhos no quintal . . . (podem continuar, enquanto, ligeirinho e directo, vou à “maison royal”. Volto, já).
Hipólito

1 comentário:

Hipólito disse...

Deus m'a livre ! . . .
Querem lá ver que se está já a fazer a outra comezaina ?!!!
Vá lá ser lateiro pr'ó Cais do Sodré . . .
Hip.