.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes, furriel milº Angola ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

"NINGUÉM DESCE VIVO DUMA CRUZ!..."

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

domingo, 1 de agosto de 2010

Um grupo de mastigantes no Meco



Olá,
   A fita que desta vez vos apresento procura retratar um dia bem passado, com um pequeno grupo de ex-guerreiros, na Aldeia do Meco.
   Esta Aldeia está situada lá para os lados de Sesimbra, onde muito boa gente opta, na praia, por mostrar as vergonhas, mas disso não tiveram tempo os ditos ex-guerreiros, se bem que houvesse vozes com promessas que tal exibição ficava para uma próxima visita ao Meco. A ver vamos ou talvez não!
   Desde o almoço em Fátima que um grupo de mastigantes do Bart 1914, tinham como objectivo promover um convívio “caldeiral” para a cidade de Peniche. O responsável pela implementação da acção no terreno e no restaurante, morador em Torres Vedras…cortou-se. Possivelmente com medo de ser obrigado a pagar a bruta misturada e cozinhada de peixe que nos tinha apalavrado no almoço acima descrito! Que o diga o Hipólito. Mas deixemos esta discussão para mais tarde, até porque a praia da Areia Branca não é assim tão longe e o peixe, por lá, também não falta.
   Antes do repasto de peixe no restaurante do Acácio, no centro da Aldeia, o encontro foi marcado para o Parque de Campismo – Campimeco – onde os organizadores do convívio, Contige e Zé Manel - têm as suas “Datchas”.
   O pessoal começou por chegar cedo. O Hipólito veio do Algarve e trouxe o Mestre do Baixo Alentejo. O Carlos Leite veio de Sintra e trouxe o Correia que é seu vizinho. Mais tarde cheguei eu de Corroios – Seixal. Já nas “datchas, muito bem cuidadas, não lhes faltando nada para umas férias bem merecidas e para momentos de ociosidade dos nossos amigos e respectivas famílias. Reencontrámos e conversámos, por bons momentos, com as respectivas mulheres ora presentes. O Palma veio de Algés e o Melo de Azeitão, mas foram direitinhos ao restaurante.
   Já devidamente acomodados para o repasto, o menu foi de “chorar por mais”. A caldeirada estava muito bem-feita e garanto bem-regada. Durante a mastigação o silêncio foi absoluto. Nesta confraternização ao todo foram 9 os ex-guerreiros com as respectivas caras metades. Destes, apenas 2 não trouxeram as companheiras, mas devidamente justificadas. Presentes ainda a Joana que é netinha do Contige e as suas 2 filhas. A Rita filha do Palma, sendo que as mulheres, ao todo, foram em numero de 11 que, ficaram situadas num dos topos da mesa. Ah já me esquecia, de referir da existência de um outro homem, se bem que ainda “escondido”, mas muito bem nutrido e grande, a observar pela barriga da mãe Sandra, filha mais velha do Contige.
   Terminado o banquete, segundo me disseram, já no Parque de Campismo pela tarde fora, o fado e as canções alentejanas não deixaram de estar presentes. E até houve quem estivesse em plena cavaqueira até às 10 da noite. Não foi Palma.
   Resta acrescentar que a reunião magna destes mastigantes, já marcou, para o princípio de Setembro, uma outra incursão numa terriola mais ao sul.
   Aguardemos por notícias.
Pica Sinos

---------------------------------------------------------------------------------------------

Aos Mastigantes Crónicos


Caros amigos
Gostei mais uma vez de rever as carinhas larocas dos NININHOS PAPAROCAS...

Agora só um pequeno senão: Tenho reparado nas expressões faciais do pessoal, um bocado pró abstrôncio...melhor; parece que estão ainda no refeitório de Tite !!!!

Será que calhou...ou faltou um pouquinho de alegria ??

Gostava de ver mais risota, paródia, bailarico etc. etc. mas parece que isso ficou para mais tarde.

Que pena não aparecer na “reportagem”.

Eu nos tempos em que “queimava bem” com a minha malta, qualquer jantarada era uma festarola, pese que a condução própria ficava para a maioria fora de questão, e não havia tanto apertanço com os “sopra o balão”.

Também muitos de nós se assoprasse-mos no gingarelho, decerto que a geringonça derretia só com o bafo !!!....

Das duas uma...ou a pinga é fraca, ou vocês têm uns bandulhos de aço inox hermético, que não deixa passar os “vapores” para a tola, e por o corpinho a abanar ??!!.

Vamos lá a ver se na próxima pançada, lá mais para o Sul, vislumbro mais animação no pessoal e respectivas caras-metade.

Um dia destes, vou ver se reuno umas fotos dos meus tempos de “jantarista/farrista” para o pessoal ver como o Justo era redondinho...quase esférico !!

As datchas do Contige e do Zé Manel são mesmo giras...gosto das coisas práticas e funcionais...parabéns para eles.

O Contige tem uma neta muito gira e bem disposta.
Lembra-me minha filha com esta idade...quando têm mais “gracinha”.

Para o nosso repórter X “sô” Pica Sinos, como sempre, trabalhinho elevado e desta, com musiquinha para bater o pezinho...

Continuem nestes encontros, não se esqueçam de tirar sempre uma foto de grupo como nos almoços.

...e tudo de bom para vocês.

BRAÇÕES

Justo

E O HIPÓLITO TAMBÉM DISSE..

Ganda Pica

Está cinco estrelas.
Finalmente, a dita caldeirada deu à costa.
Pena não ter podido comparecer.
O Guedes deve ter ficado a roer as unhas.
Um abraço
Hip.
2 de Agosto de 2010 00:29



1 comentário:

Hipólito disse...

Ganda Pica
Está cinco estrelas.
Finalmente, a dita caldeirada deu à costa.
Pena não ter podido comparecer.
O Guedes deve ter ficado a roer as unhas.
Um abraço
Hip.