.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

O Ramos, de Moura... pelo Pica Sinos

ESTOU CARECA, COM SAÚDE,
PAI DE 2 FILHOS, AVÔ DE 2 NETOS, SOU FELIZ! Os romanos chamavam-lhe Arucci. Os muçulmanos Al-Manijah e diz-se que os portugueses ao chamarem-lhe Moura se deve em honra da alcaidessa Salúquia – a Moura – que se precipitou do castelo, ao saber que o seu noivo terá sido morto na batalha com os portugueses. Foi nesta linda cidade – Moura – que o Francisco Ferreira Ramos nasceu a 24 de Abril de 1945, dando a saber que não a troca por outra qualquer cidade, este homem que foi, em Tite, das Transmissões e quer o telefone de muitos. Mas o melhor é transcrever estratos da bonita missiva que me fez chegar com vistas a dar respostas aos que por ele perguntam: …………………………………. Meu Amigo Raul Pica Sinos …Foi na pacata freguesia de Santo Amador que estudei até aos 11 anos! Aos 15 anos já trabalhava no campo, aos 19 casei e aos 20 anos tive a primeira filha… …No B.C.8 em Elvas, com 21 anos, fiz a recruta, sendo transferido para Lisboa, mais propriamente para o Quartel de Campolide, para tirar a especialidade de Transmissões. Segui de pronto para Beja, sendo mobilizado, para rendição individual na Guiné, em Março de 1967. Deixei cá a filha com 18 meses…! …Não fui com o Batalhão, em Abril, porque não tinha ainda gozado os 10 dias de férias. Quando cheguei a Tite, em 15 de Junho do mesmo ano, já vocês tinham sofrido 2 ataques no aquartelamento... …Dizes-me para eu contar uma história…: …Dos muitos ataques ao aquartelamento que mais me marcou, foi aquele quando estávamos no refeitório, alguém gritou …. Deitem-se nas valas!! Deitem-se nas valas!! (As valas que o Ramos refere acompanhavam lateralmente o edifício. Para além de servirem de escoamento das aguas pluviais, por vezes também serviam para despejos dos restos de comida sobretudo quando os bidões já estavam cheios) E assim fiz de primeiro, caindo-me em cima quase todo o “regimento” e o esparguete que não me faltou em tudo do meu corpo…! …A outra, …tu lembras-te…, o tal ataque quando caiu um projéctil na arrecadação das TMS que não rebentou. Quando lá fomos ver, o Vítor Hugo estava desmaiado ao lado da granada…! …Quando regressámos comecei a trabalhar para uma adega da qual fui chefe adegueiro, mas a GNR visitava-me muito e dizia-me …vá para a GNR com a sua especialidade, é um senhor…! Assim fiz, passando por Lisboa 3 anos, vim para Moura para o posto de rádio, onde permaneci durante mais 23 anos... …Já estou reformado, estou careca, com saúde, pai de 2 filhos (estão na Inglaterra), avô de 2 netos, sou feliz! Tenho tempo livre para pescar no Alqueva e para passear... …Sabes, uma das vezes que fui a Almada, vi um desfile dos bombeiros. Não é que disse que o chefe bombeiro que aí na frente tinha um bigode muito feio!!! Tenho que pedir desculpa ao Duque, não o reconheci... …Um grande abraço para ti Raul. Manda-me o telefone da malta porque tempo não me falta e eu quero falar com eles, Ramos… …………………………………………………… Raul Pica Sinos Fotos. 1- O Ramos na horta do major em Tite 2- A malta das TMS – Cavaleiro, Luís, Ramos, Costa, Amador, Flores, Silva, Camelo, Correia, Mestre, Lopes , Barros e Vítor Hugo 3- O Ramos hoje

1 comentário:

disse...

Gostei de ver o Ramos...está espaçoso o rapaz !!

O Pica por este andar ainda vai descobrir o batalhão inteiro.

Abraços para os dois.

Zé Justo