.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes, furriel milº Angola ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)

-

"NINGUÉM DESCE VIVO DUMA CRUZ!..."

António Lobo Antunes, escritor e ex-combatente

referindo-se aos ex-combatentes da guerra colonial


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

domingo, 5 de outubro de 2008

Estiveste muito bem, Costa.

Olá amigo Estiveste óptimo. Parabens. Foi emocionante ouvir a tua história, rever os aerogramas, ver as fotos de Tite. Realmente daria um programa inteiro para falar das madrinhas de guerra e do papel fundamental que elas tiveram no nosso equilibrio emocional. Um abraço amigo e até Sábado em Peniche. Leandro Guedes .

2 comentários:

Raul Pica Sinos disse...

Diz o poeta que
As rosas falam
em forma de poesia,
melodia.
Sem agredir
nem mentir,
elas te dão
bom dia!

Mas eu também te digo que estiveste
Muito bem Costa!
Igualmente a tua Madrinha e que gira que ela é.
Quando te for possivel dá-lhe os meus cumprimentos.
É uma Mulher de coragem.
Um abraço grd aos dois.

José Costa disse...

Oiii Rapaziada!!
Tal como no outro dia escrevi, vcs estão a dar demasiados mimos a esta praça!
No tempo que tinha-mos 4 minutos pra dois, era curto. Ainda mais falando de improviso. Mas valeu a pena, de alguma forma fez-se referênçia ao papel preponderante das MADRINHAS DE GUERRA.