.

--

Se servistes a Pátria que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis e ela, o que costuma! (Patoleia Mendes ).

-

"Ó gentes do meu Batalhão /

Agora é que eu percebi /

Esta amizade que sinto /

Foi de vós que a recebi…"

(José Justo)


.

.
.

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART
EMBLEMAS DAS UNIDADES OPERACIONAIS ESTACIONADAS EM TITE E AINDA DAS COMPªS DO INICIO DO BART

Facebook

Para abrires o nosso FACEBOOK, clica aqui


______________________________________________________________

quinta-feira, 10 de abril de 2008

O Zé das osgas


O "Zé das Osgas" mais conhecido pelo Zé Justo, meu camarada e amigão de sempre tem uma colecção de fotografias retratando diversos assuntos do período da guerra colonial de grande valor que fez o favor de me oferecer uma cópia.
É um trabalho que decerto levou anos a recolher, catalogar e a legendar. Trabalho que ainda hoje vai completando sempre que lhe chegam novidades.
De valor incalculável o seu (nosso) trabalho em modelismo que já me levou horas a apreciá-lo,
não só no computador (hoje) mas também em Tite.
Dêem um pulo ao sitio dele e digam-me se não tenho razão. http://comoze.blogspot.com/
Parabéns Justo.
Ainda há dias falámos no Contino e da sua captura em Bissassema.
O Guedes publicou aqui no blog uma foto dos companheiros que foram prisioneiros em Conacry.
Recentemente descobri a morada do Contino. Garantiu-me que vai estar no nosso próximo Encontro em Salir do Porto e, não é que a consultar o magnifico trabalho do Justo encontrei uma foto onde está com o Justo, o Contino (esquerda) e o Madureira (em baixo).
Bem hajas Justo
Um grande abraço
Pica Sinos
alcinda leal disse...
Leandro fui ao Blogue do seu camarada Zé Justo e fiquei encantada!Que jeito!E as fotos também são uma maravilha!Cumprimentos
10 de Abril de 2008 23:18
Jorge disse...
Olá a todos. Este é o meu segundo comentário no blog do meu Pai...ou do Guedes. Para mim que tenho hoje 33 anos, e não vivi os horrores da guerra, nem tão pouco cumpri serviço militar(passei á reserva) não me é dificil perceber como um simples blog, email, ou almoço, sirva para "alimentar" toda uma amizade que dura deste a altura da Guerra Colonial. Por tudo o que passaram em conjunto, as alegrias, as tristezas durante esse tempo, vale a pena os vossos encontros e que a vossa amizade perdure por muitos e bons anos.Um grande abraço para todos.Velhote...tás aquela máquina, emails e blogs e internet é contigoagora!!
11 de Abril de 2008 15:49
Jorge disse...
Esqueci-me de mencionar que consultei alguns sites sobre a guerra colonial que talvez vos ajudem a encontrar mais companheiros de armas.www.guerracolonial.home.sapo.pt.
11 de Abril de 2008 15:55
disse...
Raulão, gostei da frase "de valor" não sei se vez a novela da TVI ? embora não embarque nessas coisas, acho um piadão ao indíviduo que utiliza muito essa frase !!
11 de Abril de 2008 18:33
Raul Pica Sinos disse...
Ao ler a intervenção do filho do Guedes, que está um "brinco" pela sua simplicidade, não podia deixar passar despercebido aquele "grande abraço para todos". Aceita o meu grande abraço também. Jorge eu sei que não tens dúvidas quanto ao teu pai. "Velhote...tás aquela máquina....mas, enquanto te abraço digo-te ao ouvido que o pai quando "menino e moço" em Tite já era aquela uma máquina. Não penses que ele era, passava, despercebido ao "povo". O teu pai sabe, eu sei que ele sabe histórias muito interessantes da malta, em especial do seu principal circulo - os furrieis - dignas de serem publicadas. Que tal uma "cunha" ao filho para lhe dar coragem nos "desabafos".Obrigado Jorge. Muitos e muitos anos cheios de felecidade também ti e para todos aqueles que amas
Raul Pica Sinos

5 comentários:

alcinda leal disse...

Leandro fui ao Blogue do seu camarada Zé Justo e fiquei encantada!
Que jeito!
E as fotos também são uma maravilha!
Cumprimentos

Jorge disse...

Olá a todos. Este é o meu segundo comentário no blog do meu Pai...ou do Guedes. Para mim que tenho hoje 33 anos, e não vivi os horrores da guerra, nem tão pouco cumpri serviço militar(passei á reserva) não me é dificil perceber como um simples blog, email, ou almoço, sirva para "alimentar" toda uma amizade que dura deste a altura da Guerra Colonial. Por tudo o que passaram em conjunto, as alegrias, as tristezas durante esse tempo, vale a pena os vossos encontros e que a vossa amizade perdure por muitos e bons anos.

Um grande abraço para todos.
Velhote...tás aquela máquina, emails e blogs e internet é contigo
agora!!

Jorge disse...

Esqueci-me de mencionar que consultei alguns sites sobre a guerra colonial que talvez vos ajudem a encontrar mais companheiros de armas.

www.guerracolonial.home.sapo.pt.

disse...

Raulão, gostei da frase "de valor" não sei se vez a novela da TVI ? embora não embarque nessas coisas, acho um piadão ao indíviduo que utiliza muito essa frase !!

Raul Pica Sinos disse...

Ao ler a intervenção do filho do Guedes, que está um "brinco" pela sua simplicidade, não podia deixar passar despercebido aquele "grande abraço para todos". Aceita o meu grande abraço também.

Jorge eu sei que não tens dúvidas quanto ao teu pai. "Velhote...tás aquela máquina....mas, enquanto te abraço digo-te ao ouvido que o pai quando "menino e moço" em Tite já era aquela uma máquina. Não penses que ele era, passava, despercebido ao "povo". O teu pai sabe, eu sei que ele sabe histórias muito interessantes da malta, em especial do seu principal circulo - os furrieis - dignas de serem publicadas. Que tal uma "cunha" ao filho para lhe dar coragem nos "desabafos".

Obrigado Jorge. Muitos e muitos anos cheios de felecidade também ti e para todos aqueles que amas

Raul Pica Sinos